Dom. Nov 28th, 2021

Aveirense ilustre

Manuel dos Reis, matemático e astrónomo

Cardoso Ferreira (Textos)

Nascido em Aveiro, no ano de 1900, Manuel dos Reis foi um eminente matemático e astrónomo, tendo dirigido o Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra, universidade onde foi professor catedrático.

Filho de Casimira Ferreira da Silva, Manuel dos Reis nasceu em Aveiro, no dia 22 de fevereiro de 1900, e faleceu na cidade de Coimbra, no dia 13 de março de 1992, estando sepultado nesta última cidade.

Após o ensino primário, Manuel dos Reis fez o ensino secundário no então Liceu de Aveiro, no ano de 1917. Daí seguiu para Coimbra, onde, nesse mesmo ano, se matriculou-se na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra, concluindo a licenciatura em Ciências Matemáticas, no ano de 1921, com informação final de 19 valores (ato de formatura com 20 valores). No dia 26 de junho de 1929, obteve o grau de doutor, com a dissertação “Sobre os Princípios Fundamentais do Cálculo das Probabilidades”, a qual foi classificada com 20 valores.

Após a licenciatura, Manuel dos Reis permaneceu na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra, como docente. Entre 1922 e 1928, lecionou, como segundo assistente, as cadeiras de Mecânica e Astronomia. Em 19927 e 1928, ainda como segundo assistente, também lecionou as cadeiras de Cálculo das Probabilidades e de Mecânica Racional. De 1928 a 1931, já como professor contratado, lecionou as cadeiras de Mecânica e Astronomia e de Mecânica Racional e, nesse último ano letivo, ainda a cadeira de Física Matemática. Entre 1931 e 1933, como professor auxiliar, lecionou as cadeiras de Física e de Física Matemática. Entre 1933 e 1970, data em que se jubilou, foi professor catedrático de Física. Foi com a dissertação “O Problema da Gravitação Universal”, aprovada por unanimidade, que então conseguiu ascender a professor catedrático.

Segundo o professor Carlos Fiolhais, no livro “Einstein entre nós”, o estudo do aveirense foi na época “a apresentação mais completa da relatividade restrita e geral” de Einstein.

Em simultâneo com as cadeiras de Astronomia e Mecânica Celeste, de que era titular, lecionou as cadeiras de Cálculo das Probabilidades, Mecânica Racional, Física Matemática e Física.

Diretor do Observatório Astronómico e da Faculdade de Ciências

A par da sua carreira letiva, Manuel dos Reis exerceu diversos cargos, com destaque para o de diretor do Observatório Astronómico, do qual tomou posse no dia 13 de março de 1934. Foi durante o seu mandato que o Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra deixou as instalações onde esteve durante cerca de século e meio, devido à construção da nova cidade universitária, para se transferir, no ano de 1951, para o Alto de Santa Clara, onde ainda permanece.

Dirigiu os Anais do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra e foi diretor das Efemérides Astronómicas.

No dia 24 de agostou de 1957, assumiu também o cargo de bibliotecário da Faculdade de Ciências. Foi ainda diretor da Secção de Matemática da sua Faculdade.

Desempenhou ainda as funções de diretor do Centro de Matemática Aplicada ao Estudo da Energia Nuclear, do Instituto de Alta Cultural, anexo à Faculdade de Ciências de Coimbra. Foi o primeiro diretor do Centro de Estudos Matemáticos do Instituto de Alta Cultura, anexo à Faculdade de Ciências de Coimbra.

Sócio efetivo da Academiade Ciências de Lisboa

Manuel dos Reis notabilizou-se também como astrónomo. A partir de 1935, foi membro da União Astronómica Internacional, e também membro da Comissão de Fenómenos da Cromosfera Solar da União Astronómica Internacional.

No ano de 1961, foi vogal da Comissão Nacional da Union Internationale de l´Histoire des Sciences.

Nos anos de 1948 e de 1970, desempenhou o cargo de vice-presidente da direção da Secção Portuguesa das Uniões Internacionais Astronómica, Geodésica e Geofísica.

Entre 1952 e 1955, foi vogal da Comissão Permanente de Ciências do Instituto de Alta Cultura. Foi também vogal da Comissão do Grupo Português de História das Ciências, do Instituto de Alta Cultura.

A partir de 1923, passou a ser sócio efetivo do Instituto de Coimbra.

No ano de 1958, foi eleito sócio correspondente da Academia das Ciências de Lisboa, e, no ano seguinte, foi eleito sócio efetivo da Academia de Ciências de Lisboa e sócio da Société Belge d’Astronomie.

Foi presidente da Comissão da Academia das Ciências, encarregado de completar a publicação das Obras de Pedro Nunes.

Manuel dos Reis foi autor de uma vasta bibliografia, de onde se destacam obras como “O problema da gravitação universal”, “O Regimento do Norte na astronomia náutica portuguesa da época dos descobrimentos” e “Galileu e a Astronomia”.

Arquivo de Manuel dos Reis nas Universidades de Coimbra e de Aveiro

Parte do arquivo pessoal e científico de Manuel dos Reis encontra-se, desde outubro de 2013, no Arquivo da Universidade de Coimbra. Esse espólio documental foi entregue por Luciano dos Reis, sobrinho de Manuel dos Reis, ao então diretor do Observatório Astronómico de Coimbra, Artur Alves, e ao presidente do Conselho do Departamento de Matemática, José Vitória, tendo ficado em depósito no Observatório Astronómico de Coimbra, de onde transitou para o Departamento de Matemática da FCTUC, aí permanecendo até à sua transferência para o Arquivo da Universidade de Coimbra.

O arquivo de Manuel dos Reis é constituído, maioritariamente, por documentação avulsa e manuscrita com estudos e notas científicas de Matemática, de Astronomia, de Probabilidade, de Relatividade geral, de Mecânica celeste e relacional, de Análise superior, alguns dos quais serviram de base a publicações.

Engloba ainda apontamentos das aulas, referências bibliográficas e sumários de disciplinas lecionadas. Também inclui minutas de correspondência expedida e de comunicações e discursos apresentados à Academia de Ciências de Lisboa.

O espólio integra, ainda, publicações próprias (brochuras e separatas) e um conjunto de diapositivos com vista aérea do concelho de Coimbra.

Na Universidade de Aveiro está a biblioteca pessoal de Manuel dos Reis, composta por cerca de 6700 documentos, entre livros e artigos científicos, sobretudo nas áreas das matemáticas, física e astronomia, incluindo de destacados autores de ciência a nível internacional.

 

Legenda das duas fotos:
O professor Manuel dos Reis toma a palavra durante a inauguração da Faculdade de Matemática, no dia 17 de abril de 1969 (foto de cima; sentado na foto de baixo). Na mesa estão também, a partir da esquerda, o reitor da Universidade de Coimbra, o ministro das Obras Públicas, o Presidente da República (Américo Thomaz) e o ministro da Educação (José Hermano Saraiva). O evento, por não ter sido dada a palavra ao presidente da Associação Académica, Alberto Martins, que viria a ser ministro da Justiça de um governo do PS, desencadeou a Crise Académica de 1969.

 (A rubrica «Aveirenses ilustres» é promovida em parceria com o jornal diocesano Correio do Vouga)