Sáb. Nov 27th, 2021

Oratório Peregrino

Um oratório à maneira de um viático para tempos de carestia
Uma proposta desenvolvida em parceria com

Irmãs do Carmelo de Cristo Redentor – Aveiro


XVIII Passo | POR CRISTO, NO ESPÍRITO, AO PAI

 

Não nos podemos esquecer da sua dimensão trinitária de oração da Santa. A educação que nos leva a colocar o nosso olhar em Cristo inclui a consciência da filiação em relação ao Pai bem como a atenção ao Espírito, alma de toda a oração cristã, artífice do recolhimento interior, sopro vivificante e verdadeira água viva.

 

Esta oração de Santa Teresa assinala o itinerário do louvor da alma a Deus: desde o seio da Trindade a Cristo; de Cristo a Maria e a nós. É a chamada Sétima Exclamação: A minha alma louva ao Senhor.

Entremos dentro de nós e rezemos com Santa Teresa:

Ó Esperança minha e meu Pai

E meu Criador

E meu verdadeiro Senhor e Irmão!

Quando considero em como dizeis

Que as Vossas delícias

São estar com os filhos dos homens,

Muito se alegra a minha alma.

Ó minha alma!

Considera o grande gozo e o grande amor

Que tem o Pai em conhecer o seu Filho

E o Filho em conhecer a seu Pai,

E o ardor com que o Espírito Santo

Se junta com Eles

E como nenhuma das Três Pessoas se pode separar

Deste amor e conhecimento,

Porque são uma mesma coisa.

Estas Divinas Pessoas conhecem-se,

Amam-se e gozam umas com as outras.

Que necessidade têm do meu amor?

Para que o quereis, meu Deus,

Ou que ganhais com Ele?

Oh! Bendito sejais Vós,

Oh! Bendito sejais Vós, Deus meu,

Para sempre!

Louvem-vos todas as coisas, Senhor, sem fim,

Pois nada pode existir sem Vós.

Alegra-te, minha alma,

Que há quem ame a Deus como Ele merece.

Alegra-te,

Que é possível conhecer a Sua Bondade e o Seu poder.

Dá-Lhe graças, porque nos deu na terra,

Por meio do seu único Filho

Possibilidade de O conhecer.

Por meio de Jesus podes achegar-te a Deus

E apresentar-Lhe os teus pedidos.

Pois Deus alegra-se contigo,

E quer manifestar-te o Seu amor,

Não deixes que as coisas da vida te absorvam

E te impeçam de gozares

E de te alegrares na grandeza do teu Deus

E de O louvares e amares

Para que também por Ti o Seu Nome seja bendito.

Que possas sentir alegria de dizer com verdade:

«A minha alma engrandece e louva ao Senhor».


Imagem: Trindade – Andrei Rublev [1411 / 1425]