Mesopotâmia: Leis e Códigos 1 – Código de UrNammu

POR DETRÁS DA BÍBLIA  III

Mesopotâmia: Leis e códigos 1 – CÓDIGO DE URNAMMU

Pe. Júlio Franclim do Couto e Pacheco

Leia, aqui, o Código de UrNammu 

            A Bíblia, nos cinco primeiros livros ou Pentateuco, apresenta uma série de leis referentes a todos os aspectos da vida singular, familiar e tribal do povo de hebreu, a que os judeus chamam «Lei de Moisés» ou simplesmente Torah (Lei, em hebraico). Durante milhares de anos foram consideradas exclusivas do povo de Israel até que a arqueologia de há cem anos para cá começou a trazer progressivamente à luz do dia achados que, depois de decifrados, revelaram códigos de leis anteriores à Lei de Moisés e que, sendo conhecidas em toda a região terão servido de pano de fundo às regras estabelecidas para o povo de Israel.

            O texto mais conhecido, e talvez com maior influência, terá sido o código de Hammurabi, rei da Babilónia. Mas as colecções mais antigas provêm do tempo da Suméria e serviram de inspiração a Hammurabi.

            Vale a pena lançar um olhar para os diversos códigos e leis chegados até nós, alguns com mais de 4.000 anos, para ver a preocupação de reis em não apenas regulamentar a vida nos seus reinos mas até estabelecer «alguma» igualdade de tratamento em relação aos diversos estratos da sociedade.

            A lista de valores morais dos Sumérios assemelha-se muito à lista de normas bíblicas: verdade, paz, justiça e aversão aos enganos, guerras, queixas e angústias.