Homenagem | À memória de um Homem Bom – António Mário Pinto da Costa (1963-2018)

Foto: António Mário Pinto da Costa a dirigir, na Igreja do Carmo – Aveiro, o coro Capella Antiqua, Coro de que foi um dos fundadores e maestro titular| Coro fundado em 2 de fevereiro de 2002

António Mário Costa deixou-nos há dois anos. Todos temos ainda presente a multidão que acorreu à igreja de Aradas para dele se despedir em 25 de Junho de 2018, e para o homenagear nos concertos de 28 desse mês e 22 de Junho de 2019.

Ele entrou na sua profissão a tempo inteiro, na educação e na arte, na escola e na igreja –  a casa da Beleza onde as artes se encontram. Mas entrou especialmente nas pessoas que tiveram o privilégio de usufruir da sua dedicação, sabedoria, competência e disponibilidade. E daí não saiu: a sua memória permanece viva, porque a Beleza e a Bondade não se apagam. O silêncio faz parte da música e é condição da sua existência. Também a ausência se faz presente na lembrança do passado e de quanto nele se passou. A perda e a saudade que todos hoje sentimos está assim envolvida por uma memória que nos faz crescer, agora enriquecida com a evocação do músico, do professor, do organista, do maestro e, sobretudo, do Homem de Igreja, do Homem Bom.

Até sempre,
Domingos Peixoto


A Comissão Diocesana da Cultura homenageia, postumamente, neste dia 23 de junho de 2020, António Mário Pinto da Costa, insigne maestro e músico e membro desta mesma Comissão. 
Apresentam-se aos nossos leitores três gravações de obras interpretadas pelo Coro Capella Antiqua, de que foi fundador e maestro titular até 2018 (data da sua morte).
Obras gravadas na Igreja Paroquial da Costa Nova, em 17 de novembro de 2002 | edição restrita produzida por Marco Conceição.

 


Giovanni Pierluigi da Palestrina [1525-1594] | Sicut Cervus


Orlando di Lasso [1532-1594] | Benedictus Domine


Dieterich Buxtehude [1637-1707] | Cantata ‘Alles Was Ihr Tut’